quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Arroz Doce em camadas, com doce de frutos silvestres . Terra Nostra . Bom Sucesso . It-tea





À muito tempo que não fazia Arroz Doce sem ser na Bimby, de facto este robot facilita em muito a minha vida e é nestas alturas que vejo o quanto gosto dela :-)

Fazer o arroz doce pelo método tradicional tem outro envolvimento, temos que estar mais atentos para não deixar o arroz secar, mexendo sempre para que o leite não ferva e não queime, exige dedicação!





Para esta receita, juntei 3 Parceiros fantásticos, a it-tea, Bom Sucesso e Terra Nostra. A combinação de 3 marcas que em muito contribuíu, pela sua qualidade, para que este arroz tivesse um final feliz!

Esta receita de arroz doce não leva as gemas do ovo, é feito como se faz no Ribatejo e onde se chama "Arroz doce dos casamentos".


Vamos à receita, os ingredientes são:

150 gr Arroz Carolino Bom Sucesso
1l de leite meio-gordo Terra Nostra
500 ml água

2 colheres sopa de manteiga Terra Nostra
250 gr de açúcar

1 pitada(s) de  sal
1 casca de limão sem a parte branca
1 pau de canela
canela em pó para polvilhar

para servir o arroz doce: Doce de Frutos Silvestres - Quinta dos Jugais

Preparação:

Aquecer o leite.
Ferver a água com a casca do limão, o pau de canela e uma pitada de sal.
Junte o arroz e deixe cozinhar até ficar macio.
Adicione o açúcar e aos poucos o leite quente.
Apurar em lume brando, mexendo até espessar, incorpore a manteiga.
Deixar arrefecer.

Colocar uma camada de arroz, de seguida 2 colheres de sopa de doce de frutos silvestres, mais uma camada de arroz e polvilha-se com canela em pó.





Para servir, utilizei uns copos altos. Mas fica ao gosto de cada um.

Produtos utilizados no âmbito das Parcerias do blog:


Arroz Carolino Bom SucessoDoce de Frutos Silvestres - Quinta dos Jugais .
Leite meio-gordo Terra Nostra . Manteiga Terra Nostra .
(a manteiga escapou à fotografia)




29 comentários:

  1. Olá Raquel,
    Oh não estou a participar no passatempo:(
    Arroz doce sem ovos? Já li várias receitas mas nunca provei, e eu que adoro arroz doce, ficou com muito bom aspecto, uma delicia.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tenho andado com muita vontade de comer arroz doce e esse ficou mesmo uma tentação.
    Acho o arroz bom sucesso perfeito para arroz doce.
    O ultimo que fiz também não levava ovos e fica muito bom.
    Estava a pensar levar um taça mas esta muito bem guardado...
    bj

    ResponderEliminar
  3. Raquel, ficou tão bom que o teu gatinho não perdoa comer uma colherada...um beijinho.

    ResponderEliminar
  4. Olá Raquel:)

    Adoro arroz doce mas nunca fiz porque tenho medo de não ficar bom e como não tenho bimby tem de ser à mão - só que o desejo é tanto e depois de ver o teu que ficou com o aspecto tão delicioso que nem a gatinha resistiu porquê não tentar?
    Posso levar uma taça só para tirar qualquer dúvida?

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Olá!
    Adoro arroz doce e estas tacinhas ficaram bem apelativas! Gostei muito.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Que maravilha Raquel e tão cremoso!!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
  7. Quando fiz arroz doce sem a bimby tb tive a mesma sensação :).. A tipa dá mesmo jeitinho nestas alturas!!
    Ficou fantástico esse teu, e tenho de experimentar sem os ovos tb!!!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Também faço arroz doce sem ovos, fica branco mas delicioso. O teu com a mistura do doce de frutos silvestres parece-me divinal e até a tua gatuxa se deleitava ao provar coisa tão boa :)

    Beijocas***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem ovos, sem Bimby, sem manteiga, leite meio-gordo, quase sem mexer e a ferver em cachão 20-30 min conforme relação leite/arroz e uma delícia!: 200ml (usem o medidor de líquidos) Arroz Bom Sucesso sim sr!, 1,2 a 1,5l de leite, 200ml (+- a gosto) de açúcar amarelo, pau de canela, casca de limão e, toque alentejano, numa bolinha de rede para chá uma colher de chá de sementes de erva doce. Numa placa vitrocerâmica hightlight ou de indução colocar na temperatura 7 (1-9) para ferver em cachão sem pegar, dando um toque para mexer só de vez em quando se quiser entornar ou para confirmar se aquela é a temperatura certa para a placa que têm. O ponto de fervura em cachão deve ser tal que faz levantar o arroz do fundo da panela fazendo-o circular de baixo para cima. Está pronto quando, ao retirar do calor, dão uma volta com a colher e ficam alguns bagos de arroz à superfície, sem afundar. Significa que atingiu a densidade certa para ficar cremoso. Gosto com 6-8 bagos à vista para ficar com muito creme. Com uma dúzia de bagos já ficará mais grossinho. Cada um pode afinar a gosto.
      Dito isto, tenho que experimentar com o doce de fruta nas tacinhas!!!

      Eliminar
    2. Ah, ponho 1º o arroz a cozinhar tapado generosamente com água com umas pedrinhas de sal. Só acrescento o leite quente e os restantes ingredientes quando a água está quase a secar. O açúcar amarelo confere sabor e uma ligeira cor. (Esta receita é o resultado de muitas tentativas minhas para comprovar a teoria de que seria capaz de fazer um arroz doce sem ter que estar refém de o mexer o tempo todo, e que ficaria bastante cremoso na mesma! Foi teimosia pura, e inspiração na receita da minha avó).
      A quantidade de erva doce também pode ser ajustada, conforme pretendem que o sabor da mesma possa ser identificado, ...ou ficar em segredo!, sem que ninguém saiba dizer porque é que aquele arroz tem... não sei o quê...!

      Eliminar
    3. Ainda não tinha tido opurtunidade de lhe agradecer este comentário.
      Prova que na cozinha a persistência tem bons resiltados!
      Obrigada!

      Eliminar
  9. Realmente, o arroz doce tradicional exige muito tempo e paciência!
    Ficou magnifico, faço ideia o sabor!
    Sou ribatejana, mas desconheço por completo esta versão sem as gemas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério? Na minha avó fazia-se muito, na altura do Natal todos os vizinhos trocavam pratinhos de arroz doce, sem ovos. Era giro.

      Eliminar
    2. "Cozinha em sarilhos" vê a minha receita em resposta mais atrás. É o resultado da minha luta para não exigir tempo nem paciência!! E fica delicioso!

      Eliminar
  10. Raquel adoro arroz doce, de vez em quando faço aqui em casa, uma sobremesa muito saborosa que gostamos tanto quente, quanto fria. Essa sua receita é ótima, com frutos silvestres ficou mesmo irresistível. Adorei seu gatito, parecido com meu João. Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Eu cá em casa faço sempre sem ovos. Gostei do teu com o doce, fica muito bonito e uma ideia diferente para uma receita tão tradicional. bjks

    ResponderEliminar
  12. Ficou lindo! Perfeito para servir num jantar!

    ResponderEliminar
  13. Oi Raquel, que sobremesa deliciosa, adoro arroz doce, linda apresentação!
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Este arroz doce ficou com um aspecto maravilhoso!! Adorei a combinação de sabores :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  15. Ficou com um aspeto excelente.
    Gosto muito
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. ele esta 5* se podese leva uma taçinha mas estou a ver que nao da hehe mt bonita a tua gatinha bjs bs

    ResponderEliminar
  17. que sobremesa linda!!!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Um arroz doce bem original :)
    Com uma mistura fantástica de frutos silvestres!
    Roubava uma colherada!
    Ficou lindo.
    Um beijinho

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...