sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Broas d'Avó para o Natal - receita tradicional



O meu filho é muito guloso! Nunca se recusa a provar nada, mesmo que depois diga que não gosta ele volta a tentar numa próxima vez!
Quando fiz as Broas d'Avó ele ficou fã, mas mesmo fã! Ao ponto de me estar constantemente a pedir broas :-)

Como na altura que publiquei as 1.ªs me pediram a receita tradicional, é essa mesmo que aqui vos deixo hoje. São fáceis de fazer, não levam ovos e conservam-se bem e são também um miminho muito saboroso para oferecerem no Natal!

Receita para a Bimby, podem ver aqui.


Ingredientes:

100 gr miolo noz
100 gr mel
100 gr azeite
200 gr água

100 gr açúcar amarelo
açúcar branco para polvilhar

1 colher de café de cravo da índia em pó
3 colheres de chá de canela em pó
1 colher de chá de erva doce em pó

400 gr farinha

amêndoas e nozes para enfeitar


Preparação:

Pique as nozes e reserve.
 
Numa panela, coloque o mel, a água, o azeite e o açúcar amarelo. Deixe aquecer, até estar bem diluído, mas sem ferver. Junte de seguida as especiarias e as nozes picadas e mexa para dissolver bem.

 
Junte a farinha, misture bem e deixe cozer até que a massa se separe da panela (tal como acontece com a massa dos rissóis).

 
Retiramos para uma tigela e deixamos arrefecer um pouco. Não convém que fique frio, porque vai dificultar quando as quiser-mos moldar. Deixe arrefecer até que consiga mexer na massa sem se queimar.

Dê-lhes o formato que mais gostar, passe-as por açúcar branco e coloque uma amêndoa ou metade de uma noz. Fica ao gosto de cada um.

Leve a cozer a 180ºC durante 20-30 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer.

O tempo de cozedura no forno vai influenciar a dureza da broa, eu fiz um tabuleiro que cozeu por 20 minutos e outro deixei estar 30 minutos. Eu prefiro as broas mais rijas.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Massa em molho de Tomate Picante com Petingas das Conservas Luças



Uma refeição cheia de sabor, quentinha, mas mesmo quentinha, daquelas de pôr a lingua a arder!!
Não há frio que nos entre :-)
Escolhi as Petingas em Azeite de Oliveira e Tomate com Piri-Piri, das Conservas Luças. Atenção que são mesmo picantes, não ameaçam ardem mesmo :-)








Ingredientes:

2 latas de Petingas - em Azeite de Oliveira e Tomate com Piri-Piri, das Conservas Luças
massa a gosto, usei Fussili
2 tomates maduros
1 cebola pequena
1 dente de alho
1 folha de louro
1/2 copo vinho branco
azeite (cerca de 3 colheres de sopa)

Numa panela colocamos a água e o sal, um fio de azeite e cozinhamos a massa. Cerca de 7 minutos, não deixe que coza demasiado.

Num tacho colocamos o azeite, a cebola em cubos, o alho laminado e a folha de louro. Deixamos refogar ligeiramente e juntamos o tomate em cubos e sem pele, deixamos fritar e juntamos o vinho. Reduzimos o lume e deixamos cozinhar até que o vinho evapore.
Retire a folha de louro e com a varinha triture o molho.

A molho vamos adicionar a massa (escorrida) e vamos envolver bem.



Servimos a massa com as Petingas.











quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Polvo corado no forno



O malandro do Polvo anda sempre na mesa cá de casa, a culpa é do meu marido que os traz!

Acho que o Polvo no forno ou na brasa, fica menos enjoativo e mais saboroso. Por isso depois de o ter cozido este foi parar ao forno para tostar um bocadinho!!

Esta pode ser uma boa refeição para o dia de Natal, na casa dos meus avós estava sempre presente na mesa, ao lado do perú :-)

Desta vez fiz com batatas fritas.


Ingredientes:

1 Polvo (este tinha 1,5 Kg)
2 cebolas médias + 1 para cozer
3 dentes de alho
1 pimento vermelho
2 folhas de louro
pimenta branca em pó q.b.
flor de sal q.b.
azeite q.b.

Batata para fritar (1kg)





Preparação:

Na panela de pressão, coloco o polvo e coloco a água, não deixo que cubra o polvo.
Adiciono a cebola, tapo e levo a cozer 1h.
Normalmente, faço isto de véspera e deixo o polvo dentro da panela até o ír utilizar.


Descascamos, lavamos e cortamos as batatas.
Seco-as bem e coloco na cuba da Actifry, deito um fio de azeite e programo 25 minutos.

Enquanto isso ligo o forno a 200.ºC.
Numa travessa, deito azeite, corto o pimento em tiras, a cebola e os alhos. Deito o louro, o polvo escorrido, uma pitada de pimenta, outra de flor de sal e mais um pouco de azeite.
Coloco no forno até ficar a pele tostada.

É bem saboroso :-)




terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Empada de Galinha



Com o sorteio do Amigo Secreto lançado no facebook, fiquei com o blog da Bárbara Cardoso o Arco-íris na Cozinha e foi complicado escolher uma receita! Os bolos da Bárabara são lindos, faz sobremesas de ficar-mos com água na boca, passem pelo blog e vão ver!

Eu queria fazer uma empada de galinha, com uma galinha que trouxe da minha mãe, caseirinha portanto! Procurei no blog da Bárbara e lá estava uma bela Empada de Galinha, meti as mãos na massa e fiz a receita dela.

Apenas não utilizei massa quebrada de compra, fiz a minha em casa. No final coloco a receita da massa quebrada.



Ingredientes, conforme indicado no blog Arco-íris na Cozinha :


2 bases de massa quebrada fresca de compra
1 galinha
1 chouriço do colorau
2 pimentos verdes cortado em tiras
200g de bacon fumado cortado em tiras
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
1 folha de louro
1 cubo de caldo de galinha
1 colher de sopa de polpa de tomate
1 colher de sobremesa de farinha
azeite q.b.
pimenta q.b.
sal q.b.
1 ovo batido para pincelar



Preparação:

1. Coza a galinha com o sal, a pimenta, o chouriço do colorau e o cubo de caldo de galinha. Quando estiver cozida desfie a galinha, corte o chouriço em cubinhos e reserve o caldo da cozedura.
2. Num tacho anti-aderente leve a refogar a cebola com o azeite, os alhos picados e a folha de louro.
3. Quanto o refogado estiver lourinho adicione as tiras de pimento e bacon e deixe cozinhar durante 5 minutos.
4. Adicione a galinha desfiada, o chouriço cortado em cubinhos e a polpa de tomate e deixe cozinhar um pouco.
5. Polvilhe com a farinha e adicione um pouco do caldo da cozedura, mexendo bem.
6. Tempere tudo com sal e pimenta a gosto e deixe o recheio da empada apurar, até que perca a maioria da água, e deixe arrefecer.
7. Quando o recheio estiver frio, estenda a massa quebrada numa tarteira de fundo amovível e coloque sobre ela o recheio.
8. Tape tudo com a segunda base de massa quebrada e, com o excesso de massa dos rebordos, decore a empada!
9. Pincele a empada com o ovo batido e leve a forno pré-aquecido nos 180ºC até ficar douradinha, cerca de 25 minutos.


Conforme referi, eu preferi fazer a Massa Quebrada.
Para quem também preferir, aqui fica a receita:



Ingredientes:
300g de Farinha
130g de Manteiga
70g de Água
Meia colher de chá de Sal
Meio colher de chá de Açúcar
__
Preparação:
Coloque todos os ingredientes pela ordem indicada no copo da bimby e programe 15 segundos na velocidade 6.

A massa não necessitra de refrigeração, deve ser logo trabalhada.




quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Pão de Ló com ovos de Pata



O Pão de Ló é muito apreciado cá em casa!
Gostamos da versão simples e desta assim mais húmida, na casa da minha mãe, o Pão de Ló simples é o bolo mais repetido e o dela fica sempre muito melhor que o meu!! Tenho todos eles aqui no blog no separador Pão de Ló.

Para esta receita, a que faço cá em casa é a do Pão de ló dos 7 minutos do site da Vaqueiro. Desta vez como fiz na Bimby vou deixar aqui a receita que adaptei. O meu ficou muito branquinho e acho que foi por ter utilizado só ovos de Pata.


Ingredientes:

8 gemas + 2 ovos (de Pata)
8 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sopa de água
4 colheres de sopa de farinha (rasas)
1 colher de café de fermento em pó


Preparação:

Ligamos o forno a 225ºC.

Colocamos a borboleta na Bimby, os ovos e o açúcar. Programamos 15 min /vel 3, o creme deve ficar bem fofo, adicione a água e bata mais um pouco.

Retire a borboleta e com a espátula incorpore suavemente a farinha peneirada com o fermento.

Colocamos numa forma previamente untada e com papel vegetal. Deixe cozer 7 minutos e retire.


Quando introduzir o bolo no forno este já deve estar bem quente. O bolo não coze completamente na parte central, ficando cremoso.





terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Bacalhau assado no forno com batatas McCain - Mediterranean Potatoes



Gostamos muito de bacalhau, postas altas e lascadas são as preferidas! Depois seja Bacalhau com Natas, Bacalhau à Brás, ou simplesmente cozido com grão, todos eles são bem recebidos pelos meus clientes habituais :-)

Regra geral compro o bacalhau para demolhar, onde moro existem várias empresas que comercializam bacalhau salgado seco e congelado e uma ou outra tem venda ao público. Compro congelado se conseguir uma boa promoção.

Desta vez fiz um Bacalhau assado no forno, bem regado de azeite, com cebola e pimento. Para acompanhar escolhi as Mediterranean Potatoes da McCain, são batatas cortadas em gomos, com pele e temperadas com ervas aromáticas. Bem gulosas!!

Fiz as batatas de 2 formas distintas, para ver o resultado. Fiz umas no forno e outras na Actifry, não lhes achei diferenças, ficam igualmente saborosas cozinhadas das 2 formas.


Mas vamos à receita!!

Ingredientes:

3 postas de bacalhau
pimenta branca em pó
pimentão doce em pó
3 cebolas
2 pimentos - usei verde e vermelho
6 dentes de alho
azeite q.b.
1 piri piri

750 gr de Mediterranean Potatoes McCain

Numa travessa de forno coloquem o azeite, a pimenta e o pimentão. As quantidades devem ser ao vosso gosto. Disponham rodelas de cebola e de pimento e os alhos laminados, reservem algumas para colocar por cima do bacalhau.


Coloquem o bacalhau e reguem generosamente de azeite.


Deve assar em forno pré-aquecido a 200ºC, até que fique bem dourado!
Quando verificarem que o bacalhau está quase pronto, coloquem as batatas, apenas a uns 7 minutos do fim (porque o forno estava bem quente e era pouca quantidade de batatas. Não as sobreponham, convém que estejam bem espalhadas para que cozinhem uniformemente. Existem grelhas próprias para este efeito, eu utilizo uma base de pizza que tem buraquinhos.


Estas foram as batatas que fiz na Actifry, maquei 10 minutos e não usei a pá giratória.




Sobre as Mediterranean Potatoes, tenham sempre em atenção às indicações que vêm na embalagem. Para que sejam cozinhadas da melhor forma, mantendo a sua qualidade.

No Forno

  1. Pré-aquecer o forno a 220ºC.
  2. Colocar os gomos de batata congelados, numa só camada, num tabuleiro forrado com papel de alumínio.
  3. Colocar o tabuleiro a meio do forno e deixar cozinhar cerca de 18 a 22 minutos, virar o produto a meio da cozedura.

Na Fritadeira

  1. Pré-aquecer o óleo a 175ºC.
  2. Colocar o produto congelado no cesto da fritadeira e cozinhar cerca de 5 minutos.
  3. Retirar as batatas, colocá-las num prato com papel absorvente e servir.

Na Frigideira

  1. Aquecer o óleo em lume médio.
  2. Colocar as batatas congeladas e cozinhar até que estejam douradas e estaladiças.
  3. Retirar as batatas, colocá-las num prato com papel absorvente e servir.




sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Costeletas de cebolada com água-pé




Costeletas de cebolada é mais uma receita que eu não gostava quando era miúda, a única forma que a minha mãe tinha para me dar a volta era fazer puré de batata para acompanhar :-)  Eu nem podia ver aquele molho cheio de cebola!!

Este ano deram ao meu marido Água-pé, parece que está em vias de extinção, mas ainda há quem a faça. Eu, embora goste de vinho não aprecio água-pé, mas descobri que fica muito bem na carne e por isso tenho-a utilizado na confecção de alguns pratos.




Ingredientes:

5 costeletas de porco, do lombo
2 cebolas
3 dentes de alho
200 ml de água-pé
azeite q.b.
1 colher de sopa de massa de pimentão
1 folha de louro
sal (apenas um pouco, porque a massa de pimentão é bastante salgada)


Preparação:

De véspera temperamos as costeletas com o alho, a massa de pimentão, a água-pé, o louro e o sal. Se não tiver tempo para temperar com antecedência, deixe pelo menos uns 20 minutos a carne a marinar.

Numa frigideira colocamos azeite e quando quente, colocamos as costeletas a fritas sem a marinada! Fritamos de ambos os lados e reservamos num prato.

Cortamos as cebolas em meias-luas e colocamos na frigideira para refogar, até que fique macia. Vá mexendo.
Adicionamos a marinada e deixamos ferver para apurar, antes de apurar completamente colocamos a carne para que fique bem envolvida no molho.



Para acompanhar cozi esparguete na bimby, fiz assim:

esparguete
1500gr de água
azeite
sal (1 colher chá)


Na Bimby, colocamos a água no copo, um fio de azeite e sal.
Programamos 10min/Varoma/Vel.1.
Com a bimby parada, mantendo-a com a tampa fechada, retiramos o copo e colocamos o esparguete inteiro no bucal.
Com a mão ajudamos a pressionar a massa, sem a partir.
Programamos 7min/100º/Colher inversa.
Escorremos a massa e podemos servir.

Receita da Teleculinária


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...